.

.

.

.

.

.
Loading...

Paraibano adotado por casal francês procura família biológica no Brasil



Ele foi abandonado na cidade de Bayeux no ano de 1990.
Irmã já encontrou a mãe biológica, no Ceará.

Do G1 PB
Um paraibano que foi adotado por um casal de franceses está buscando a família biológica por meio com a ajuda das redes sociais. Nicolas Fortin, de 25 anos, foi adotado em setembro de 1990, quando tinha 7 meses de vida.
A ideia da busca foi da irmã de Nicolas, Sophie, que também foi adotada pelo casal francês. Ela aprendeu a falar português e criou uma página no Facebook chamada “Buscando minha mãe biológica”. Segundo o texto publicado na rede social, escrito por Nicolas e traduzido pela irmã, ele quer muito conhecer a família biológica. "Não importa as razões pelas quais eu fui abandonado", escreve.
Depois de várias trocas de informações, Sophie encontrou a mãe dela no Ceará. Outras três pessoas também já encontraram suas famílias brasileiras por meio da página. “Eu não vou deixar, eu não vou desistir. A gente vai encontrar a família dele”, disse a jovem.
De acordo com os documentos de Nicolas, ele foi abandonado na frente do Educandário Eunice Weaver, em Bayeux, na Grande João Pessoa. Em seguida, foi adotado pelo casal estrangeiro, que o encontrou no Aeroporto Castro Pinto e o levou para morar na França, próximo a Paris.
Apesar do nome, o Eunice Weaver era uma casa de acolhimento e orfanato. Porém, ele foi fechado e demolido em 2010 a pedido do Ministério Público por falta de condições de funcionamento. Do local, sobrou apenas o piso.
Uma ex-diretora que não quis se identificar disse que vários arquivos foram perdidos entre o fechamento e a demolição porque houve saques no local. O que sobrou disso, ficou embaixo dos escombros. “Derrubaram com tudo. Não esperaram ninguém tirar nada”, lembrou o vigilante Ricardo Inácio de Souza.

G1 PB

0 comentários Em:Paraibano adotado por casal francês procura família biológica no Brasil

Faça seu Comentario!

Ultimas Notícias

Comentarios

Entretenimentos