.

.

.

.

.

.
Loading...

Ratinho é condenado por manter trabalhadores em situação análoga ao trabalho escravo


(Foto: Divulgação)
Conhecido por não ter papas na língua, o apresentador do SBT, Carlos Roberto Massa, conhecido como ‘Ratinho’, foi condenado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) de manter trabalhadores de uma propriedade rural em que era dono em situação análoga ao de escravos.
De acordo com o TST, ele deverá pagar uma multa de R$ 200 mil por danos morais coletivos, pois deixou de fornecer equipamentos de proteção e locais adequados para as refeições dos empregados da Fazenda Esplanada, em Limeira do Oeste.  A situação na fazenda do apresentador era tão grave que, de acordo com o TST, empregados chegavam a ser obrigados a comer nos banheiros. Além disso, o comunicador é acusado de contratar funcionários de modo ilegal, utilizando de aliciamento em regiões pobres. O esquema teria ocorrido nos estados da Bahia e do Maranhão.

Vale ressaltar que, na mesma ação civil, Ratinho já havia sido condenado a pagar 1 milhão de reais por conta das mesmas acusações. Porém, o apresentador recorreu, e conseguiu excluir a condenação de danos morais coletivos. No entanto, o Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais foi a instância superior, o TST, e provou que Ratinho violou artigos claros da constituição trabalhista.

A assessoria de Ratinho confirmou ao G1 que ele está com um problema na voz. Por isso, não teria qualquer condição de responder pessoalmente a qualquer questionamento. No entanto, enviou um comunicado em que informa ter recorrido da decisão. O apresentador, que também é produtor rural, é um dos principais fornecedores de cana de açúcar para uma empresa da cidade.



TV FOCO

0 comentários Em:Ratinho é condenado por manter trabalhadores em situação análoga ao trabalho escravo

Faça seu Comentario!

Ultimas Notícias

Comentarios

Entretenimentos