.

.

.

.

.

.
Loading...

Chuvas ultrapassam média histórica e Defesa Civil mantém alerta em João Pessoa

Previsão é de mais chuvas para a Capital
Previsão é de mais chuvas para a Capital
Choveu 486,2 milímetros em 29 dias na Capital, sendo 155 só nas últimas 24 horas
O acumulado de chuvas registradas no mês de maio em João Pessoa ultrapassou a média histórica e a Defesa Civil manteve o alerta de mais ocorrências.


A Defesa Civil entrou em alerta durante a madrugada desta segunda-feira (29), a partir de aviso de atenção enviado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Segundo o coordenador do órgão, Noé Estrela, choveu 486,2 milímetros em 29 dias, sendo 155 só nas últimas 24 horas. “A média de chuvas para o mês de maio ficava entre 300 e 400 milímetros”, disse.
Apesar do aumento de 72% no volume de chuvas em relação a outros períodos, a Defesa Civil registrou em João Pessoa apenas uma ocorrência de família desabrigada, no bairro de Mandacaru, e um deslizamentos de terra na barreira do Castelo Branco.
De acordo com Noé Estrela, os alertas possuem quatro níveis de risco: leve, moderado, alto e muito alto. “Quando uma região com risco elevado de incidentes como deslizamentos e enxurradas é visitada por frentes frias ou por concentrações de nuvens que podem gerar pancadas de chuvas, o aviso é emitido imediatamente. Estamos de prontidão desde a 1h da madrugada, quando recebemos o aviso da Cemaden”, informou.

Mau tempo em JP provoca queda de árvore, transtornos no trânsito e inundação

A capital paraibana registra chuvas constantes há algumas horas e, até o início da manhã desta segunda-feira (29), alguns transtornos já podiam ser observados. Pontos de alagamento, trânsito lento, deslizamento em barreira e queda de árvore foram alguns dos problemas.

Árvore caiu na Avenida Tabajaras, em João Pessoa
Árvore caiu na Avenida Tabajaras, em João Pessoa

Ao Portal Correio, ele informou que desde esse domingo (28) as equipes da Defesa Civil trabalham no atendimento a ocorrências, mas nenhuma foi considerada grave. Segundo Noé Estrela, os principais pontos de alagamento se formaram nas proximidades da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), no Varadouro, na Principal dos Bancários e na ladeira que liga os bairros de Mangabeira e Valentina. Na ladeira, o trânsito foi interditado.
Ainda conforme o coordenador da Defesa Civil, uma família precisou ser retirada de casa no bairro de Mandacaru. “As águas da chuva invadiram a casa e a Defesa Civil foi acionada para retirada da família e encaminhamento para um abrigo. Mas os moradores já estão querendo voltar e hoje [segunda] será feita uma vistoria na casa para avaliar essa possibilidade”, explicou Noé Estrela.
Também foi registrado deslizamento em barreira em trecho da BR-230 e uma queda de árvore da Avenida Tabajaras. Ninguém ficou ferido, mas, segundo a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), o trânsito foi prejudicado. O tráfego de veículos ainda ficou intenso em áreas próximas ao Viaduto do Geisel, na Principal dos Bancários e nas avenidas Pedro II e Tancredo Neves.
Trânsito ficou intenso no Viaduto do Cristo

Portal Correio 

0 comentários Em:Chuvas ultrapassam média histórica e Defesa Civil mantém alerta em João Pessoa

Faça seu Comentario!

Ultimas Notícias

Comentarios

Entretenimentos