Segunda, 17 de Maio de 2021 13:41
(83)99637-2411
Brasil MT

Após ser intubada e passar por parto de emergência devido à Covid-19, mãe deixa UTI ao ver fotos dos filhos gêmeos

As crianças nasceram no dia 13 de abril, em um parto de emergência. Vanessa foi intubada, assim como os filhos.

22/04/2021 17h49 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação Fonte: G1
Vanessa Tomizawa é moradora de Sinop — Foto: Arquivo Pessoal
Vanessa Tomizawa é moradora de Sinop — Foto: Arquivo Pessoal

Uma semana após ter sido intubada devido à Covid-19, Vanessa Tomizawa, que estava grávida de 29 semanas de gêmeos, acordou após a equipe de enfermeiros lhe mostrar fotos dos filhos e lhe dizer que todos estavam a aguardando fora da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela foi transferida para um quarto nesta quinta-feira (22).

As crianças nasceram no dia 13 de abril, em um parto de emergência. Vanessa foi intubada, assim como os filhos.

A mãe respondeu ao estímulo das enfermeiras, que mostraram fotos dos meninos e uma mensagem escrita em papel.

"Vanessa, hoje é dia 21 de abril de 2021 e temos um recado da vida para você", começa o vídeo.

E a mensagem continuou distribuída em vários papéis. "Estamos esperando por você", diz outra mensagem.

Na sequência, enfermeiras mostram foto do Henrique e foto do Gabriel. E, por fim, aparece outra mensagem: "Parabéns, estamos muito felizes com sua recuperação"

Gêmeos nascidos em parto de emergência após mãe ser diagnosticada com Covid-19 deixaram a UTI — Foto: Arquivo pessoal

O caso

Vanessa Tomizawa é moradora de Sinop, a 503 km de Cuiabá, e está internada em Sorriso.

Na tarde de terça-feira (13) os médicos começaram a introduzir a alimentação para os gêmeos.

Segundo a filha mais velha, o caso da mãe é considerado grave, mas ela está sendo assistida pela equipe médica.

Covid-19 durante gravidez

Gêmeos nascidos em parto de emergência após mãe ser diagnosticada com Covid-19 deixaram a UTI — Foto: Arquivo pessoal

Gêmeos nascidos em parto de emergência após mãe ser diagnosticada com Covid-19 deixaram a UTI — Foto: Arquivo pessoal

De acordo com o Ministério da Saúde, a situação das grávidas é analisada na categoria de 'casos especiais', a mesma que avalia como deve ser o atendimento de cardíacos e outros pacientes vulneráveis.

No documento com todas as diretrizes para o atendimento às mulheres grávidas, o governo orienta que os médicos não descartem a chance de um agravamento do quadro, já que há uma maior vulnerabilidade às infecções em geral durante o período.

Entre as determinações, estão uma consulta bimestral com um profissional de saúde e a individualização dos cuidados para cada mulher sobre como deverá ser o parto.

Covid-19 em MT

Mato Grosso registrou 63 mortes por Covid-19 nessa quarta-feira (21), feriado de Tiradentes. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) são 346.743 casos confirmados da Covid-19 desde o início da pandemia no estado e 9.296 mortes.

Foram notificadas 1.072 novas confirmações de casos de coronavírus.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 518 internações em UTIs públicas e 461 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 95,75% para UTIs adulto e em 57% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (73.829), Rondonópolis (25.927), Várzea Grande (22.827), Sinop (18.271), Sorriso (12.379), Tangará da Serra (11.551), Lucas do Rio Verde (11.097), Primavera do Leste (9.857), Cáceres (7.474) e Alta Floresta (6.570).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias